Estado paga 200 mil euros a pais de jovem que morreu em quartel de Gaia

Estado paga 200 mil euros a pais de jovem que morreu em quartel de Gaia

“O Estado Português vai pagar 200 mil euros aos pais da jovem que morreu em 2011 devido ao colapso do equipamento no quartel de Gaia em que a vítima fazia um exercício. A decisão foi alcançada nesta quinta-feira após acordo em tribunal.

O caso remonta a 20 de Maio de 2011 quando Ana Rita Lucas, de 18 anos, estudante de Direito, caiu de uma altura de cinco a sete metros ao fazer slide no Regimento da Serra do Pilar, no âmbito das actividades do Dia da Defesa Nacional, acabando por morrer nesse dia no hospital.

Após a investigação e um primeiro relatório feito pela Faculdade de Engenharia, o Ministério Público acusou os quatro militares (um sargento, um primeiro cabo e dois soldados) envolvidos na montagem e vigilância do equipamento pelo crime de homicídio por negligência grosseira (punido com pena de prisão até cinco anos), considerando que a queda ocorreu por “falta de cuidado”.

O julgamento iniciou há dois meses, a 27 de Abril, momento em que o sargento afirmou por diversas vezes, não ter sido responsável pela montagem do cabo de aço do slide, garantindo que, visto a olho nu, o equipamento estava em “excelentes condições”. Os outros dois soldados implicados salientaram não terem tido qualquer formação para a montagem e verificação do equipamento usado.

Realizado pelo Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial da Universidade do Porto (UP), e conhecido no final de 2014, o último relatório pericial atribuiu o acidente à incorrecta amarração de um cabo.

(…)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *